terça-feira, 18 de novembro de 2008

Mais uma noite gélida

Onde um único pensamento persiste.

Mais um momento duvidoso:

Quando?

Será possível que seja real?

Incertezas a todo instante

Ao alvorecer de cada dia

Lembro-me de suas palavras

Que muitas vezes parecem tão próximas

Mas na verdade

A cada dia parecem estar mais distantes.

Dar tempo ao tempo

Como é complicado seguir conselhos

Já que o tempo parece não passar

Assim como meus sentimentos

Que sempre aumentam a sensação de que algo falta.

O que mais quero é estar ao seu lado

O que mais desejo é tocar sua face

E por esse momento esperarei,

Esperarei o tempo que for necessário

Mas um dia ainda poderei dizer:

Eu te amo.

2 comentários:

tony.lol disse...

Perfeito (Y)
Não é todo dia que se ve alguem tão inspirada como você =]

Te Love

Tiago Mendes disse...

Enfim, porque não houve dedicação?
Belo poema, beijos.